Reprodução Assistida em tempos de COVID 19

A infertilidade conjugal é um problema comum que afeta milhões de casais em todo o mundo. Muitos desses casais necessitam de tratamentos de reprodução assistida de alta complexidade para poder realizar o sonho da paternidade. A epidemia global do coronavírus trouxe diversos empecilhos para o funcionamento normal das clínicas de reprodução, tanto por preocupações infecciosas como pela necessidade de seguir as recomendações de isolamento. Segundo recomendações de entidades médicas internacionais, os tratamentos de reprodução considerados eletivos devem ser adiados. No entanto, o tratamento pode e deve ser conduzido de forma ininterrupta até os desdobramentos finais em casos que já tinham iniciado ciclos de estimulação hormonal, ou em casos em que o adiamento pode trazer prejuízos aos pacientes, como em casos de pacientes oncológicos ou com reserva ovariana crítica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *