25 de julho de 2018

Tratamento hormonal da infertilidade masculina

Um ambiente hormonal apropriado deve existir para os órgãos reprodutores produzirem, amadurecerem e transportarem o espermatozoide do testículo para o mundo externo. Esse sistema de regulação é iniciado pela liberação de hormôniosde estimulação do hipotálamo e da hipófise que favorecem a produção de espermatozoides e testosterona no testículo. Alterações nesse equilíbrio estão entre as causas reversíveis de infertilidade masculina.

Problemas em qualquer parte desse eixo de produção podem prejudicar o funcionamento testicular normal. Com o estilo de vida moderno é cada vez mais comum encontrar homens com alterações do equilíbrio hormonal, geralmente com baixos níveis de testosterona, altos níveis de hormônio femininos e ausência de resposta adequada dos hormônios centrais de controle.

Durante a avaliação andrológica um perfil hormonal é geralmente solicitado para identificação de problemas e otimização da produção. O tratamento envolve uso de comprimidos ou injeções que irão estimular o eixo hipotálamo-hipofisário para aumentar a produção e regulação interna de hormônios. Paradoxalmente a testosterona exógena não pode ser prescrita pois inibe o eixo e agrava ainda mais a situação.