Uso de testosterona seguido de gonadotrofinas para resgate de microTESE em pacientes com azoospermia não obstrutiva

Existe uma busca por tratamentos que possam melhorar a eficácia das técnicas de captação de espermatozoides em homens com azoospermia não-obstrutiva. Como há uma deficiência na produção de espermatozoides, alguns autores advogam que tratamentos hormonais podem trazer benéficos. Um estudo recente avaliou o papel das gonadotrofinas após tratamentos supressivos com testosterona exógena em 40 pacientes com falhas prévias de microdissecção testicular (microTESE). Metade dos paciente receberam o tratamento hormonal com testosterona por 1 mês seguido por 3 meses de gonadotrofinas (FSH+LH), enquanto a outra metade não foi submetida a nenhum tratamento hormonal. Foram encontrados espermatozoides na microTESE de resgate em 10% dos pacientes com tratamento hormonal e em nenhum dos pacientes do grupo controle. Apesar de os pequenos números não terem gerado diferenças estatisticamente significativas, este estudo aponta que alguns pacientes podem SIM se beneficiar de tratamentos hormonais combinados em situações especificas.

Leia o texto na íntegra em: https://doi.org/10.1177/0391560320913401

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eduardo de Paula Miranda - Doctoralia.com.br