Iniciei testosterona, mas o desejo sexual não melhorou. E agora?

A queda da libido é uma queixa comum em consultório de urologia e andrologia. Problemas hormonais como a deficiência de testosterona estão entre as condições frequentemente associadas com baixo desejo sexual. No entanto, cabe lembrar que a libido é um domínio complexo da função sexual masculina e muitas vezes a terapia de testosterona não responde como o desejado. Se isso acontecer é necessário uma reavaliação médica especializada. O primeiro passo é reconsiderar o próprio diagnóstico de deficiência hormonal, já que a maioria daqueles com dosagens hormonais normais  que recebem testosterona não terão aumento do desejo de forma sustentada. Além disso, pode ser necessário esperar uma resposta mais tardia, o que pode vir apenas com 3-6 meses de terapia em alguns casos. É ainda fundamental avaliar a potencial contribuição do uso de alguns medicamentos e de fatores psicológicos, os quais tendem a ser as causas mais comuns de desejo sexual hipoativo no homem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eduardo de Paula Miranda - Doctoralia.com.br