Enxertos para doença de Peyronie

O uso de enxertos em cirurgias do pênis é um tratamento padrão em doença de Peyronie, o qual é indicado para casos com deformidades penianas graves associadas a perda significativa de comprimento. No entanto, ainda não há consenso na literatura acerca do substituto ideal de túnica albugínea. Dentre as opções de enxerto disponíveis podemos citar pele do prepúcio, aponeurose muscular, dura-máter, túnica vaginalis, pericárdio, veia safena, etc. O material ideal para enxertia no pênis deve ser resistente à tração e flexível, fácil de suturar e manipular, simultaneamente impedindo uma dilatação excessiva e mantendo a pressão interna dos corpos cavernosos. Além disso, o material usado deveria ter custo acessível e estar prontamente disponível. A dificuldade implícita na combinação de todas essas características faz com que não haja unanimidade acerca do melhor material para enxerto em cirurgia reconstrutiva de pênis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Eduardo de Paula Miranda - Doctoralia.com.br