Causas reversíveis de Azoospermia

 

O diagnóstico de azoospermia geralmente traz muita frustração a homens e casais com desejo reprodutivo.  Devido a tabus que existem em nossa sociedade, muitos sentem sua virilidade ameaçada com esse problema. No entanto é um problema que afeta até 1% da população geral e 10% dos casos de infertilidade masculina.

Infelizmente cerca de dois terços dos casos são causados por condições genéticas e irreversíveis. No entanto, é fundamental uma avaliação completa dos indivíduos com suposta azoospermia, pois em alguns casos o diagnóstico pode estar equivocado ou ser reversível. É importante atentar para as seguintes situações:

  1. Erro laboratorial

O simples fato de haver um exame com ausência completa de espermatozoides no ejaculado mesmo após a centrifugação não quer dizer, necessariamente, que a produção dessas células seja de fato zero. O espermograma é um exame artesanal e sua correta realização é um processo custoso que nem sempre é seguido à risca por todos os laboratórios. Às vezes ao se repetir o exame em laboratórios de qualidade que realizam um pesquisa extensa em uma maior quantidades de campos ao microscópio e que também realizam múltiplas centrifugações, espermatozoides podem ser encontrados e até mesmo congelados para ser usados em tratamentos futuros. Esses casos são conhecidos como criptozoospermia ou azoospermia virtual e tem um prognostico superior à azoospermia propriamente dita. Outro fato é que a produção de espermatozoides é um processo contínuo e variável, de forma que alguns indivíduos oscilam entre azoospermia e oligospermia severa ao longo do tempo. Assim, exames subsequentes podem fornecer resultados diferentes. Nessas situações o congelamento de sêmen também deve ser recomendado.

  1. Uso de medicamentos ou drogas

Alguns drogas ilícitas, como a maconha e cocaína, e medicamentos como opióides, quimioterápicos, drogas para doenças inflamatórias e imunossupressores podem gerar azoospermia transitória pois impedem o funcionamento normal da produção de gametas. Muitos indivíduos que se apresentam azoospérmicos após o uso das substâncias mencionadas podem já possuir uma diminuição da espermatogênese, e sua reversibilidade vai depender da dosagem e tempo de uso de cada uma.

  1. Doenças graves

Quadros de doenças agudas graves ou crônicas prolongadas também pode inibir temporariamente a divisão celular das células germinativas, gerando um estado de azoospermia transitória. Isso é mais comum de acorrer em alguns tipos de câncer em que o doente perde muito peso e fica gravemente enfermo ou doenças febris com comprometimento do estado geral. Uma vez superada a enfermidade, há boas chances de reversão do quadro.

  1. Problemas hormonais

O correto funcionamento das células dentro do testículo dependem uma harmonia no eixo hormonal dos homens que incluem tanto os andrógenos, como a testosterona, quanto os hormônios de produção, como o LH e o FSH. Algumas doenças pode levar a desbalanços hormonais que podem eventualmente ser corrigidos e restaurar a normalidade no espermograma. O uso de testosterona ou outros anabolizantes esteroides também causam um desregulação no funcionamento hormonal levando a azoospermia. A reversibilidade nesses casos infelizmente nem sempre é possível.

  1. Azoospermia obstrutiva

Alguns pacientes são azoospérmicos por um problema de entupimento do sistema de drenagem dos espermatozoides até o pênis. Esse obstrução pode acontecer em qualquer local desde a saída dos testículos, até os ductos ejaculatórios na próstata. A boa notícia é que nesses casos a produção está geralmente intacta e cirurgias de desobstrução pode ser feitas e restaurar a normalidade nesses indivíduos. No entanto é fundamental uma avaliação com andrologista com treinamento em reconstrução microcirúrgica, pois muitas dessas reconstruções são tecnicamente desafiadoras, podendo ser até mesmo impossível em casos em que o indivíduo tenha nascido sem os ductos deferentes.

Situações mencionadas acima são exemplos de casos em que a azoospermia é curável. Mas atenção: o fato de a azoospermia ser reversível não quer dizer necessariamente que a gravidez natural vai ser obtida. Muitos ainda necessitarão de tratamentos de fertilização in vitro, no entanto com chances significativamente melhores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eduardo de Paula Miranda - Doctoralia.com.br